Dicas de restaurantes em Nova York

Fiz uma lista dos restaurantes legais que fui em Nova York e compartilho aqui com vocês. Com tantas opções pela ilha, acho bom ter algumas referências.

Antes de cada viagem, adoro pesquisar lugares legais pra café da manhã, almoço e jantar. Nunca deixo tudo definido, pois também gosto da ideia de andar e achar um restaurante na hora, mas por que não ter algumas sugestões já? A comida é parte essencial da viagem pra mim, mas não preciso de restaurantes chiques e caros. Decoração legal, preço justo e comida gostosa são meus pré-requisitos.

♦ Carmine’s

O italiano mais famoso entre os brasileiros que visitam a cidade. Vá com fome, muuuita fome, pois as porções são enormes. De entrada eles já oferecem uma cestinha de pães, mas controle a gula para o prato principal. O menu tem uma variedade enorme de massas e molhos, que são o forte da casa. Os pratos servem tranquilamente 3 ou 4 pessoas, então é um bom restaurante para ir em grupo, ainda mais pelo preço (cerca de $30). A unidade mais famosa é a da Times Square, mas eu fui na do Upper West Side na hora do almoço e estava bem vazia.

♦ McGee’s Pub

É o bar que inspirou o McLaren’s Pub de “How I met your mother”, então se prepare para encontrar muitas referências à série. Fui para acompanhar meu namorado, mas adorei o ambiente e a comida. Bebida alcóolica não é barato em NYC, mas aproveite para beber algumas cervejas e experimentar rótulos diferentes. Além do cardápio do pub, eles têm um menu dedicado à série. Destaque para o Best Burger in New York e para o Irish Style Chicken Curry (divino!). Preços em torno de $13-$18.

cardapio_McGees Pub

♦ Bill’s Bar & Burger

Vou dizer que esse restaurante estava no lugar certo na hora certa. Fui na unidade de Downtown, que fica em frente à entrada do Memorial 11/9. Estava um frio absurdo nesse dia e tudo que eu queria era um lugar quente, depois de ficar muito tempo em pé na fila. Saí do Memorial já olhando pra ele! O restaurante é uma graça, o atendimento foi muito bom e os hambúrgueres estavam bem gostosos. Burgers por uns $10.

♦ Donkin Donuts

Não é bem um restaurante, mas vejo pouca gente falando dele por aqui e acho uma boa opção pra café da manhã barato e rápido. Lá tem um em cada esquina e era meu point todas as manhãs. Lembro que tinham uns combos tipo café + bagel em torno de $5. Como eu não ligo muito pra essa primeira refeição do dia, queria só comer alguma coisa rapidinho e beber um chocolate quente pra aquecer.

Esses foram os restaurantes mais legais e que eu lembrava os nomes. De resto, nada de muito diferente de Mc Donald’s, Applebee’s etc.

Anúncios

Chegando em Manhattan via aeroporto de Newark

Adoooro a praticidade e tranquilidade de voos diretos, mas dessa vez não foi possível. Fiz Rio de Janeiro – Houston – Nova York na ida. Na verdade, cheguei em Newark, que fica em New Jersey, do outro lado da ponte.

Antes de embarcar, pesquisei muito sobre a melhor maneira de ir do aeroporto para Manhattan e cheguei a conclusão que optaria pelo AirTrain por ser barato, rápido e fácil. Mas chegando lá, a escolha foi outra.

Enquanto esperava pelas malas, avistei do outro lado da rua um ônibus que fazia esse trajeto. É o Newark Airport Express. Por $16 você compra o bilhete direto com o motorista e escolhe descer em três pontos: Grand Central Station, Bryant Park ou Port Authority Bus Terminal. Ele sai a cada 15min e dentro do ônibus tem um lugar específico para colocar as malas.

Newark Airport Express

Foi supertranquilo e muito rápido, basta pegar as malas da esteira, sair do aeroporto e já verá os ônibus. Em menos de 30min já estávamos descendo em Port Authority, de onde pegamos o metrô até o hotel.

 Mais informações:

  • Se a volta for pelo mesmo aeroporto, compensa comprar o bilhete de ida-volta por $28.
  • O serviço funciona todos os dias do ano, saindo a cada 15 minutos a partir de 4am até 1am.
  • O ticket também pode ser comprado online.

Top 5: Dicas para principiantes em Nova York

Mais um Top5 e dessa vez com dicas simples, mas bem úteis para quem vai visitar a Big Apple pela primeira vez. Não vou falar de restaurantes ou lojas imperdíveis, mas de pequenos detalhes de planejamento que podem fazer sua viagem ser mais agradável. Vale anotar!

1- Não se assuste com o metrô: parece difícil, complexo e impossível de entender, mas eu garanto que no segundo dia de viagem já vai ser bem mais tranquilo. Antes de ir eu li vários posts em blogs pra tentar entender como funciona e sim, isso ajuda, mas só lá na hora você vai pegando o jeito e descobrindo como entender bem o mapa.

mapa ny

2- Não escolha entre subir no Empire State Building ou no Top of The Rock: vá aos dois em horários diferentes. Eu fui no primeiro à noite e no segundo de dia. É muito bonito ver a cidade com dois visuais tão diferentes. Se puder, também visite o TOTR com o dia claro, pois assim conseguirá ver melhor o Central Park. São vistas deslumbrantes e imperdíveis.

ny

3- Não quer enfrentar a grande fila ou não faz assim tanta questão de pisar na ilha onde fica a Estátua da Liberdade? Sem problemas. Uma opção sem custo e sem tumultos é pegar o ferry (balsa) para Staten Island. Basta chegar, aguardar (a balsa sai a cada 30min) e entrar pelo lado direito. Nos cerca de 20min do trajeto você terá uma vista privilegiada tanto da Estátua quanto da parte sul de Manhattan. É econômico, não se perde tanto tempo e bom para quem só quer ver a estátua, mesmo que de longe.

estátua da liberdade

???????????????????????????????

4- Por mais que já esteja acostumado com temperaturas baixas, não se engane. Se visitar NY em dezembro, janeiro ou fevereiro prepare-se para muuuito frio. Eu adoro e já tinha morado na Inglaterra justamente durante o inverno, por isso achei que seria tranquilo. Mas não, em NY o frio é diferente, quase insuportável por conta do vento. Não economize em roupas térmicas, meias, botas, cachecol, luvas e supercasacos. Uma boa loja para comprar esses itens é a Uniqlo, marca japonesa com bons preços e uma tecnologia sem igual para roupas térmicas.

uniqlo

5- As lojas na região da Times Square são fascinantes e é impossível não se sentir atraído a entrar nelas. Mas, justamente por estarem nesse local, estão sempre cheias. Se possível, aproveite essa região apenas para tirar muitas fotos e deixe as compras para outros locais. Lojas como MAC, Sephora, Forever 21, Zara, H&M e outras muito procuradas pelos brasileiros têm filiais em diversas regiões de Manhattan e são mais agradáveis para compras (menos cheias e mais opções de produtos).

times squate

Broadway Hotel and Hostel – Nova York

Voltei de uma viagem deliciosa – e fria – por Nova York e Orlando agora em dezembro e estou cheia de dicas, principalmente para quem vai para essas cidades pela primeira vez, assim como eu fui. Na verdade, já tinha visitado Orlando quando era bem criança, então não lembrava de muita coisa.

Eu pelo menos quando vou a uma cidade pela primeira vez gosto de buscar dicas de pessoas que também foram assim. É diferente de ver dicas de quem já visitou o lugar 10 vezes e conhece muitas coisas legais, mas que não são superindispensáveis na primeira visita.

Vamos começar pela cidade mais frenética do mundo e uma dica bem legal de hotel. A primeira coisa que precisamos saber sobre NY é que é uma cidade cara, principalmente em hospedagem. Junte-se a isso o fato de que eu fui em dezembro, logo antes das festas de fim de ano, e os preços estavam bem altos. Eu não estava disposta a pagar caro por um lugar que só iria para dormir e apesar de querer ficar por perto de Times Square os preços me impediram.

Mas não desanimei: achei um lugar bem localizado, confortável, limpo e o melhor, com preço bom. O Broadway Hotel and Hostel fica no Upper West Side, bem lá em cima (na altura da 101st), mas numa área agradável e tranquila, com restaurantes, lanchonetes e metrô. Escolhemos um quarto duplo com banheiro privado (essencial para mim quando viajo em casal) que era bem pequeno, mas tinha tv, chuveiro forte e quente e limpeza diária. Pagamos cerca $150 dólares a diária, um preço ótimo para a época e a cidade.

broadway hotel

O staff é prestativo e o hotel tem uma área comum com cozinha e lounge com tv e sofás. O público é bem variado e vi de famílias com criança até mochileiros. Tem wifi, mas só funciona nessa área. 

Este prédio marrom é o hotel, na esquina da Broadway com a 101st
Este prédio marrom é o hotel, na esquina da Broadway com a 101st

Recomendo para quem quer pagar um preço mais baixo e não ter luxo. É um lugar para ficar poucos dias e com poucas malas (quarto pequeno!), mas limpo e confortável. Importante lembrar que a linha de metrô que passa por lá (linha A) é ótima e vai direto para diversos pontos turísticos da cidade.