Top 5: Hotéis-atrações de Las Vegas

Em dezembro passei 4 dias em Las Vegas e foi uma viagem bem divertida, ainda que diferente do que estou acostumada. Foi minha primeira vez na cidade, então tudo era surpresa. LV não me conquistou de cara, mas aos poucos me encantei pelo estilo ‘fake’ da cidade e de como acaba sendo divertido no final. Definitivamente Vegas é para todos os estilos de pessoas e viagens: tem hotéis sofisticados e românticos para casais, muitas festas para grupos de amigos e despedidas de solteiro e até diversão para crianças.

Como lá as principais atrações são os grandes hotéis, meu primeiro post será sobre os 5 hotéis mais famosos e mais legais da cidade. Todos ficam na Las Vegas Boulevard – mais conhecida como Strip -, é lá que tudo acontece, onde estão o burburinho, os melhores restaurantes, os turistas e as lojas. Vou dar uma dica de hospedagem em um próximo post, mas já adianto: ficar na Strip ou bem próximo a ela é a melhor pedida sempre.

♦ Bellagio

As fontes do Bellagio já são um ícone de Vegas, chuto dizer a atração mais famosa. Já apareceram em incontáveis filmes e estão sempre ilustrando qualquer propaganda sobre a cidade. O espetáculo de água e som acontece a cada 15min durante o dia e a cada 30min à noite.

Depois de assistir o show, vale entrar no hotel, aproveitar o enorme cassino e conferir as lojas e bons restaurantes. Não deixe de dar uma olhadinha no teto da recepção e conferir também o Bellagio’s Conservatory and Botanical Garden, onde a cada estação do ano é montada uma atração diferente. Como eu fui em dezembro, o tema era o Natal e estava muito lindo, como neve fake, urso da Coca-Cola e uma árvore natalina enorme.

O Bellagio também é sede de um dos espetáculos do Cirque du Soleil em Las Vegas, chamado “O”.

Bellagio

Bellagio

Bellagio

♦ Ceasers Palace

Ao lado do Bellagio, é um dos hotéis que mais aparecem nos filmes americanos. Quem não se lembra de “Se beber, não case”? Para mim, é o hotel mais bonito da Strip, para cada lado que você olha tem uma pintura ou uma estátua mais bonita. O casino é ótimo e fica logo ao lado de um shopping com diversas lojas de grife. Assim como o The Venetian, tem uma parte com tetos pintados que dão sempre a impressão de estar dia, com um céu azul. Aliás, não deixe dar sempre uma espiadinha no teto por todo o hotel, é maravilhoso!

CaesersPalace02

CaesersPalace01

CaesersPalace03

♦  The Venetian e Palazzo

Coloco os dois hotéis juntos porque eles ficam um ao lodo do outro, com uma passagem interna entre eles que até fica difícil saber quando termina um e começa o outro. O The Venetian é um belo exemplar de Veneza no meio de Las Vegas, com seu lago artificial e gondoleiros caracterizados. Quem quiser ter um gostinho do passeio original pode dar uma volta de gôndola ($24 por pessoa). Lá dentro, um céu pintado no teto de deixar qualquer um de boca aberta e completamente perdido no tempo. O hotel ainda tem diversos restaurantes e lojas, todos em um agradável espaço imitando uma praça ao ar livre. A famosa boate TAO, queridinha dos artistas americanos, fica no hotel.

Igualmente sofisticado, o Palazzo tem um belíssimo cassino e o Grand Canal Shops com lojas grifadas. Se o dólar não permitir comprar, vale dar uma espiada nas vitrines.

Palazzo01

♦ New York New York

Las Vegas tem várias cidades dentro dela e Nova York não poderia faltar, é claro. Todo o skyline da Big Apple está lá, com seus prédios famosos e ícones como a Brooklyn Bridge e a Estátua da Liberdade. Por dentro, o hotel é simples, mas tem atrações infantis e uma montanha russa radical que percorre toda a extensão no hotel. Da parte gastronômica, destacam-se uma loja da Hershey’s e a hamburgueria Shake Shack.

NYNY01

NYNY

♦ MGM

Palco de grandes shows e do UFC, o MGM Grand é um dos primeiros hotéis ao sul da Strip e sua fachada verde é fácil fácil de identificar. Chuto dizer que tem um dos maiores cassinos de Vegas e é um dos maiores hotéis. Se perder lá dentro não é nem um pouco difícil. O hotel em si não tem grandes atrações para visitar, mas é um ícone da cidade e parada obrigatória, seja para tirar foto com o imponente leão do lado de fora, ver a enorme recepção ou só curtir um pouco o cassino.

MGM02

Anúncios

Top 5: Atrações em Canela – RS

No Carnaval desse ano, resolvi sair da bagunça do Rio e ir descansar na serra gaúcha. Encontrei passagens com preços legais, consegui um desconto bom no aluguel do carro e fui! Eu já conhecia tanto Gramado quanto Canela, onde fiquei hospedada, mas não me lembrava muito bem dos detalhes. Na minha busca pré-viagem, achar informações sobre Gramado foi bem fácil, mas sobre Canela nem tanto. Por isso, resolvi fazer um top 5 de atrações nessa cidade tão legal quanto sua prima famosa.

♦ Parque do Caracol

A Cascata do Caracol é o maior símbolo de Canela e tem uma queda livre de 131m. Prepare o fôlego. Para chegar até a base da cascata é preciso descer (e subir depois, é claro) 927 degraus. A descida é ótima, mas a subida….. Mas fique tranquilo porque tem banquinhos para sentar e descansar até recuperar o fôlego. No percurso vemos crianças e idosos, então é possível para todos, só tem que ir com calma e respeitar o seu tempo. O visual é muito bonito e vale a pena. Fora isso, o parque é bem grande, tem uma área de lazer legal e um restaurante. Esse é aquele passeio tem-que-ir! Para quem não tiver essa disposição toda, é possível fazer o passeio de bondinho e ter uma da cascata bem bonita também.

parque do caracol_canela1

parque do caracol_canela2

♦ Castelinho Caracol

Bateu aquela fome no meio da tarde? Vale a pena ir até o Castelinho provar o melhor apfestrudel da região. O famoso doce de maçã alemão é a principal atração do lugar e os visitantes lotam as mesinhas da sala de chá. O Castelinho também é uma casa-museu, que resgata a lembrança dos imigrantes alemães com ambientes decorados fielmente como no início do século passado. É preciso pagar R$ 10 reais para visitar a casa e poder lanchar nas mesinhas internas. Se você não quiser pagar esse valor, pode pedir o apfestrudel para viagem e comer no jardim, que é enorme e lindo.

castelinho do caracol2

♦ Catedral de Pedra

Fica na praça principal – que é linda, super bem cuidado e florida – e é o ponto principal da cidade. Em estilo gótico, ela começou a ser construída na década de 50 e tem 65m de altura. À noite, ela ganha uma iluminação especial e fica ainda mais bonita. Por dentro, o destaque fica para o altar, com uma linda pintura.

catedral_de_pedra_canela

♦ Lojas de chocolate

As lojas de chocolate estão por todos os lados, seja em Gramado ou Canela. Eu acredito que a vantagem de comprar em Canela é por as lojas serem mais vazias e bem perto umas das outras. Em torno da praça principal você encontra as marcas mais famosas: Florybal e Caracol. Para quem vai com crianças, fica em Canela o Parque Terra Mágica Florybal, que parece ser bem grande e temmuitas atrações para os pequenos.

florybal_canela

♦ Mundo a vapor

Gramado e Canela reúnem museus para todos os gostos: da moda, do automóvel, de cera, medieval etc. Dentre eles, o Mundo a vapor parece ser o mais interessante e legítimo. Explico: pelo menos pra mim, toda essa quantidade de museu parece ser meio pegadinha, superficial, além de caro! Mas conheço pessoas que foram a alguns deles e adoraram, é gosto. Particularmente, acho a entrada do Mundo a vapor linda, boa para fotos. Lá dentro, muitas réplicas e curiosidades para adultos e crianças. O ingresso é R$ 20.

Mundo a vapor_canela

Top 5: Aproveitando melhor o tempo nos parques de Orlando

Pouco tempo e muitas filas: essa parece ser a receita para um dia confuso e pouco proveitoso nos parques de Orlando. Realmente, na alta temporada as filas para os principais brinquedos podem chegar a mais de 1h!

Mas nada de desanimar! Vou dar cinco dicas que coloquei em prática na minha viagem em dezembro (semana anterior ao Natal e de grande movimento) e me ajudaram a ir em todas as atrações mais legais.

1- Chegue o mais cedo possível! Se o parque abre às 09h, planeje já estar lá nesse horário. Sim, é chato acordar cedo nas férias, mas as vantagens são imensas: estacionar bem perto da entrada, não pegar filas para entrar, brinquedos ainda vazios e pouco movimento no parque (o que significa menos pessoas fazendo figuração nas suas fotos rs)

Let the memories begin

2- Escolha as atrações mais concorridas assim que chegar! Esse vale principalmente para a Disney. Entre no parque, vá direto pegar um Fastpass para aquele brinquedo que sempre fica muito cheio e siga direto para outro que seja também muito concorrido. Pronto, assim já conseguirá fazer duas atrações importantes. Essa é uma lógica que vale para o dia todo. Fique atento aos horários em que já poderá pegar um novo Fastpass e vá se organizando através deles.

Quando fui ao Magic Kingdom, em pleno sábado, cheguei na hora de abertura e fui direto para Tomorrowland. Peguei um Fastpass para a concorridíssima Space Mountain e segui para o Buzz Lightyear’s Space Ranger Spin. Resultado: em 20 minutos já tinha feito duas das principais atrações.

Atrações concorridas na Disney

3- Deixe o Harry Potter para depois! Sei que a tentação é chegar no Islands of Adventure e logo seguir para The Wizarding World of Harry Potter. Mas pense que todos também terão essa mesma ideia. Por isso, minha dica é ir até lá e ver como estão as filas. Se estiverem muito cheias, siga para outras áreas do parque que estarão bem vazias pela manhã e volte após o almoço. Com certeza as filas ainda estarão grandes, mas com menor tempo de espera.

Eu comecei pelas atrações de Jurassic Park e Toon Lagoon, não peguei fila em praticamente nenhum e fiz todas as atrações bem rápido.

The Wizarding World of Harry Potter

4- Dê muita atenção ao mapa! Sabe aquele mapa do parque que fica disponível logo na entrada? Pois então, ajuda e muito marcar as atrações que você quer ir e ir riscando conforme for fazendo. Isso é bom para ter uma ideia geral do que ainda falta fazer, onde são as atrações e quanto tempo tem disponível. Parece bobeira, mas é muito útil.

Mapa Disney

5- Instale os apps da Disney e Universal no celular! Para facilitar a vida de seus visitantes a Disney e a Universal criaram dois aplicativos de celular onde é possível conferir todas as atrações, horários dos parques, fazer reservas em restaurantes e, o mais legal de tudo, ver o tempo real de espera em cada brinquedo. Assim fica bem mais fácil se organizar e planejar para conseguir fazer tudo. Os apps são o My Disney Experience e o Universal Studios Wait Times. Vale lembrar que em todo o resort da Disney o wi-fi é grátis e funciona muito bem.

Apps Disney e Universal

Bônus: não comentei sobre o Express, o fura-fila da Universal, porque não utilizei. Ele é semelhante ao Fastpass da Disney, porém é pago. Nos dias em que fui aos dois parques resolvi arriscar e encarar as filas. Acabou que foi bom, porque não vi necessidade mesmo e consegui ir em todas as atrações que eu queria. Para quem pensa em fazer Island of Adventures e Universal Studios no mesmo dia, acho que é uma excelente pedida. O preço do Express é $19 para Universal Sttudos, $29 para Islands of Adventures ou $35 para os dois parques.

Todas essas dicas deram supercerto comigo e acho que, em geral, funcionarão em qualquer época do ano e em qualquer parque. Mas, o mais importante é já saber assim que chegar ao parque quais são as atrações que você mais quer ir e observar como está o movimento. Aí então vá se organizando e tentando encaixar um tempinho para almoço, lanche e descanso. Se não conseguir ir em alguma atração principal, não se estresse. Você vai querer voltar sempre para Orlando! 🙂

Top 5: Dicas para principiantes em Nova York

Mais um Top5 e dessa vez com dicas simples, mas bem úteis para quem vai visitar a Big Apple pela primeira vez. Não vou falar de restaurantes ou lojas imperdíveis, mas de pequenos detalhes de planejamento que podem fazer sua viagem ser mais agradável. Vale anotar!

1- Não se assuste com o metrô: parece difícil, complexo e impossível de entender, mas eu garanto que no segundo dia de viagem já vai ser bem mais tranquilo. Antes de ir eu li vários posts em blogs pra tentar entender como funciona e sim, isso ajuda, mas só lá na hora você vai pegando o jeito e descobrindo como entender bem o mapa.

mapa ny

2- Não escolha entre subir no Empire State Building ou no Top of The Rock: vá aos dois em horários diferentes. Eu fui no primeiro à noite e no segundo de dia. É muito bonito ver a cidade com dois visuais tão diferentes. Se puder, também visite o TOTR com o dia claro, pois assim conseguirá ver melhor o Central Park. São vistas deslumbrantes e imperdíveis.

ny

3- Não quer enfrentar a grande fila ou não faz assim tanta questão de pisar na ilha onde fica a Estátua da Liberdade? Sem problemas. Uma opção sem custo e sem tumultos é pegar o ferry (balsa) para Staten Island. Basta chegar, aguardar (a balsa sai a cada 30min) e entrar pelo lado direito. Nos cerca de 20min do trajeto você terá uma vista privilegiada tanto da Estátua quanto da parte sul de Manhattan. É econômico, não se perde tanto tempo e bom para quem só quer ver a estátua, mesmo que de longe.

estátua da liberdade

???????????????????????????????

4- Por mais que já esteja acostumado com temperaturas baixas, não se engane. Se visitar NY em dezembro, janeiro ou fevereiro prepare-se para muuuito frio. Eu adoro e já tinha morado na Inglaterra justamente durante o inverno, por isso achei que seria tranquilo. Mas não, em NY o frio é diferente, quase insuportável por conta do vento. Não economize em roupas térmicas, meias, botas, cachecol, luvas e supercasacos. Uma boa loja para comprar esses itens é a Uniqlo, marca japonesa com bons preços e uma tecnologia sem igual para roupas térmicas.

uniqlo

5- As lojas na região da Times Square são fascinantes e é impossível não se sentir atraído a entrar nelas. Mas, justamente por estarem nesse local, estão sempre cheias. Se possível, aproveite essa região apenas para tirar muitas fotos e deixe as compras para outros locais. Lojas como MAC, Sephora, Forever 21, Zara, H&M e outras muito procuradas pelos brasileiros têm filiais em diversas regiões de Manhattan e são mais agradáveis para compras (menos cheias e mais opções de produtos).

times squate